Veco Noticias Sapezal

Imposto de Renda 2021: o que guardar depois de entregar a declaração

Contribuinte deve guardar por cinco ano uma cópia de declaração anual do tributo e todos os comprovantes dos documentos utilizados. É necessário anexar recibos de gastos com saúde no imposto de renda?

Ao entregar a declaração do Imposto de Renda 2021, o contribuinte precisa guardar os documentos por cinco anos. Ou seja, até 2026.

Saiba tudo sobre o Imposto de Renda

De acordo com Fabiana Silva, analista Tributária da MAG Seguros, o contribuinte deve guardar:

Uma cópia de declaração anual do tributo; e

Todos comprovantes dos documentos utilizados para o preenchimento da declaração.

É importante manter todos os documentos organizados para o caso de um eventual problema que possa ser apontado pela Receita Federal.

Neste ano, o envio da declaração do Imposto de Renda vai até 30 de abril. A Receita Federal estima que sejam entregues 32.619.749 declarações.

Veja como preparar os documentos para a declaração

Imposto de Renda 2021: tire dúvidas sobre declaração de patrimônio

Veja quem deve declarar o Imposto de Renda:

quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.

contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

quem obteve, em qualquer mês de 2020, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

quem teve, em 2020, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

quem tinha, até 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2020;

quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda;

pessoas que receberam Auxílio Emergencial em 2020 e, além das parcelas, tiverem recebido R$ 22.847,76 ou mais em outros rendimentos tributáveis.

Vídeos: Tire suas dúvidas sobre o Imposto de Renda

Rolar para cima