Veco Noticias Sapezal

PSB pede que Fachin intime governador do Rio por operação no Jacarezinho

O Partido Socialista Brasileira (PSB) pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin que intime o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, para que ele comprove que a administração estadual não feriu a determinação da Corte de realizar incursões policiais em favelas apenas em situações excepcionais. Na quinta-feira, 6, uma operação na favela do Jacarezinho, zona norte da capital fluminense, deixou 28 mortos (27 suspeitos e um policial civil). Autor de uma ação que pede a redução de letalidade policial, que será discutida no STF a partir do próximo dia 21, o partido questiona a legalidade da ação da Polícia Civil fluminense. “Creio que a operação não tenha sido realizada em conformidade com a decisão do STF. Por isso mesmo, será necessária uma rigorosa investigação e a correspondente punição dos agentes policiais que cometeram excessos”, disse Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB.

Castro rechaça a tese de que a decisão do STF foi descumprida. “É preciso deixar claro que a operação foi o fiel cumprimento de dezenas de mandados de prisão. Foram dez meses de trabalho de investigação que revelaram a rotina de terror e humilhação que o tráfico impôs aos moradores. Crianças eram aliciadas e cooptadas para o crime. Famílias inteiras eram expulsas de suas casas e mortas”, justificou o governador. Moradores afirmam que alguns suspeitos foram executados, o que a polícia nega. Neste sábado, 8, a Coalizão Negra por Direitos realizou um protesto no Masp, em São Paulo, pedindo “justiça por Jacarezinho” e “o fim da Polícia Militar”. Rio de Janeiro e Belo Horizonte também tiveram manifestações contra a violência policial.

Rolar para cima